Notícias

“Reter a pesquisa é tornar seu povo serviçal dos grandes países desenvolvidos”, disse Isac ao falar dos cortes da Capes

No início desta semana a Capes - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior anunciou um corte de 5.613 bolsas de pós-graduação. O órgão teve R$ 819 milhões contingenciados de um orçamento de R$ 4,2 bilhões. Segundo o Governo Federal esse corte representa uma economia de R$ 37,8 milhões neste ano.

O vereador Isac Silveira (PCdoB) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Aracaju para falar sobre o corte de bolsas de estudo que incentivam a formação de recursos humanos e o desenvolvimento de pesquisas. “São quase doze mil bolsas de iniciação científica, de pós-graduação, de mestrado e de doutorado que Bolsonaro suspendeu”, disse Isac aos colegas parlamentares. 

Ainda durante seu pronunciamento o vereador citou o caso de um colega, funcionário da Câmara, em que o filho teve a bolsa cortada. “O filho de Moacir está fazendo mestrado na Alemanha, uma pesquisa importantíssima, teve a bolsa cortada e terá que voltar para o Brasil”. E falou sobre o empobrecimento da nação brasileira. “Você reter a pesquisa é tornar seu povo serviçal dos grandes países desenvolvidos. Nós estamos abrindo mãos das pesquisas. Isso é um projeto de desmonte da nação que está em jogo”, afirmou o vereador.

Artigos relacionados