Notícias

Reforma da Previdência: vereador Isac participa de debate promovido pela Acese

Na noite desta quinta-feira, 9, aconteceu no Quality Hotel, em Aracaju, um evento promovido pela Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese) e outras quinze entidades do setor empresarial, um painel de discussão sobre a Reforma da Previdência. Representes de diversas instituições participaram do evento e o vereador Isac Silveira (PCdoB), que é técnico previdenciário, representou a Câmara de Vereadores de Aracaju.

O tema do debato foi "A nova previdência e a sua importância para o crescimento do Brasil”. Palestraram no evento o Secretário Especial de Previdência e Trabalho do Governo Federal, Bruno Bianco Leal, e o Subprocurador Geral Federal da Advocacia Geral da União, Ávio Kalatzis de Britto, e nas palestras foram apresentados dados sobre a atual situação da previdência no Brasil. "Se gasta muito mais com a previdência do que com saúde e educação no país. Os gastos com a previdência e a assistência sufoca outros investimentos", disse Bruno Bianco.

A noite também foi marcada com o lançamento da campanha "Não é pela Esquerda nem pela Direita, é pelo Brasil", em apoio à Reforma da Previdência. De acordo com Marco Aurélio Pinheiro, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe, o objetivo é esclarecer e tornar acessível todas as explicações sobre a pauta da Reforma da Previdência, de maneira clara, para que o cidadão curioso entenda o assunto. “Está na hora do empresariado e do povo sergipano ter esclarecimentos com relação à Nova Previdência, para que seja possível entender a amplitude da proposta. Não é uma bandeira partidária, é pelo país, pela viabilidade da economia”, explicou Marco Aurélio.

O vereador Isac falou, ao final do evento, sobre a reforma. “Nós temos concordância eu é preciso construir uma R                eforma da Previdência, mas não atingindo os mais pobres. É preciso pensar em uma reforma de qualidade para o povo.” O vereador também falou sobre a economia do país. “A previdência se equilibra a partir da irrigação de tributos e tributos só surgem através da elevação da capacidade produtiva da nação, e infelizmente o país está em recessão”, explicou Isac.

Artigos relacionados